Páginas

domingo, 23 de abril de 2017

Resumo do 1° turno da fase de grupos da Copa Libertadores 2017

E chega ao fim o primeiro turno da fase de grupos da Copa Libertadores 2017, e mesmo faltando apenas uma partida (Emelec-EQU x River Plate-ARG pelo Grupo 2) fizemos um resumo dos jogos até aqui grupo por grupo:





Grupo 1 - surpresas e decepções

De favorito ao título a quase eliminado: estamos falando do Atlético Nacional-COL, que perdeu todas as três partidas até aqui e só um milagre fará o time de Medellín defender o título nos mata-matas. Por outro lado, a maior surpresa da chave é sem dúvida o Barcelona-EQU, tido por todos como mero figurante e que só depende de si para se classificar. Outro que dificilmente deixará de avançar é o Botafogo, que somou quatro pontos fora de casa enquanto que o Estudiantes-ARG terá uma decisão a cada confronto.

Barcelona e Botafogo 7, Estudiantes 3 e Nacional 0
palpite do blog - classificam Botafogo e Barcelona-EQU


Grupo 2 - equilíbrio total

Apenas três pontos separam o líder Santos do lanterna Sporting Cristal-PER, este o único que ainda não venceu no Grupo 2. Como joga somente mais um jogo fora de casa, a classificação do time brasileiro é quase certa com The Strongest-BOL e Santa Fé-COL brigando pela segunda vaga.

Santos 5, Santa Fé e The Strongest 4, Sporting Cristal 2
palpite do blog - classificam Santos e The Strongest-BOL


Grupo 3 - River e mais um

Apesar de um jogo a menos, o River Palte-ARG deverá se classificar com um pé nas costa, classificação essa que poderá vir dos dois confrontos seguidos que fará com o Emelec-EQU. Os demais clubes da chave - Independiente Medellín-COL e Melgar-PER disputam a segunda vaga com o time equatoriano.

River Plate 6, Emelec, Independiente Medellín e Melgar 3
palpite do blog - classificam River Plate-ARG e Independiente Medellín-COL


Grupo 4 - a decepção argentina

Desde o título de 2014 o San Lorenzo-ARG vem colecionando vexames na Libertadores: eliminação ainda na fase de grupos das duas edições seguintes e o pior, apenas duas vitórias dos quinze jogos que fez desde a final que valeu a taça, sendo que está há onze jogos sem vencer. Os brasileiros Flamengo e Atlético Paranaense mais os chilenos da Universidad Catolica deverão brigar entre si pelas duas vagas em um hipotético triangular.

Flamengo 6, Univ. Catolica 5, Atlético PR 4 e San Lorenzo 1
palpite do blog - classificam Flamengo e Universidad Catolica-CHI


Grupo 5 - o fator casa

Assim como o Grupo 2, esse ninguém ainda foi derrotado em casa sendo que apenas o Atlético Tucumán-ARG é o único que não venceu em seus domínios. Apesar das vitórias nos acréscimos, o Palmeiras é o maior favorito a se classificar e terminar como líder da chave. O outro classificado vai depender da performance como visitante, já que o time brasileiro é o único que não voltou para seu país derrotado.

Palmeiras 7, Wilstermann 6, Peñarol 3 e Atlético Tucumán 1
palpite do blog - classificam Palmeiras e Jorge Wilstermann-BOL


Grupo 6 - líder inesperado

Embora todos apontavam o Atlético Mineiro nadando de braçada, eis que o Godoy Cruz-ARG rouba a cena e lidera o Grupo 6 com sete pontos, sendo o único invicto e a vencer como visitante. Libertad-PAR e Sport Boys-BOL não devem fazer frente aos argentinos nem ao time brasileiro.

Godoy Cruz 7, Atlético MG e Libertad 4, Sport Boys 1
palpite do blog - classificam Atlético Mineiro e Godoy Cruz-ARG


Grupo 7 - visitantes dão as cartas

O "Grupo da Chapecoense", como ficou conhecido o 7, tem um fato peculiar: apenas uma partida terminou com vitória dos donos da casa, e que vitória: Lanús-ARG 5x0 Zulia-VEN, a maior da fase de grupos, o que proporcionou ao atual campeão argentino a liderança da chave. Com apenas um ponto em dois jogos atuando como mandante a Chapecoense terá que buscar a classificação fora de casa diante de Lanús e Nacional-URU, os mesmos times que saíram de Chapecó sem derrota.

Lanús 6, Nacional e Chapecoense 4, Zulia 3
palpite do blog - classificam Lanús-ARG e Nacional-URU


Grupo 8 - classificados quase conhecidos

Grêmio e Guaraní-PAR dificilmente deixarão de se classificar as oitavas de final da Copa Libertadores 2017 pois venceram dois jogos e empataram entre si. Depois de perder os dois primeiros jogos para a dupla, o Deportes Iquique-CHI ainda respira após a vitória sobre o saco de pancadas Zamora-VEN.

Grêmio e Guaraní 7, Deportes Iquique 3 e Zamora 0
palpite do blog - Grêmio e Guaraní-PAR



sábado, 22 de abril de 2017

A triste sina dos últimos campeões da Libertadores


Só um milagre põe o Atlético Nacional-COL nas oitavas.
Atual campeão da competição, o Atlético Nacional-COL passou de um dos favoritos ao título a quase eliminado ainda na fase de grupos após perder todas as três partidas que fez até aqui. Pode parecer estranho, mas por incrível que pareça é o que vem ocorrendo com os últimos campeões da Libertadores: não conseguir fazer boa campanha na edição em que defende o título.
O último campeão a ir longe na edição posterior a conquista foi o Santos, campeão em 2011 e semifinalista no ano seguinte, quando foi eliminado pelo Corinthians, que ficaria com o título. O time da capital paulista aliás, sequer passou das oitavas em 2013, ano em que a Libertadores seria conquistada pelo Atlético Mineiro. 
Um ano depois foi a vez dos mineiros caírem também nas oitavas, assim como o Corinthians no ano anterior. Ao eliminar dois brasileiros pelo caminho (Grêmio e Cruzeiro) o título ficou nas mãos do San Lorenzo, que no ano em que defendeu o título sequer passou da fase de grupos, tornando-se o terceiro ex-campeão a atingir tal feito negativo como o Internacional em 2007 e a LDU Quito-EQU dois anos depois. O campeão dessa edição foi o também argentino River Plate, que no ano passado chegou as oitavas e acabou eliminado pelo futuro vice-campeão Independiente del Valle-EQU, derrotado na final pelo Atlético Nacional, que hoje está a um passo da eliminação precoce...
E o campeão de 2017, fará uma boa campanha no ano que vem?


os campeões da década na edição seguinte ao título

edição
campeão
no ano seguinte
2010
Internacional
oitavas de final
2011
Santos
semifinais
2012
Corinthians
oitavas de final
2013
Atlético Mineiro
oitavas de final
2014
San Lorenzo-ARG
fase de grupos
2015
River Plate-ARG
oitavas de final




sexta-feira, 21 de abril de 2017

Libertadores 2017: Resultados de 18 a 20 de abril


Onze jogos da Copa Libertadores 2017 movimentaram a semana, com destaque para as goleadas de Lanús-ARG e Deportes Iquique-CHI, este último fora de casa. Já o desempenho dos brasileiros foi um pouco decepcionante pois nenhum dos cinco que entraram em campo venceram: Botafogo, Santos e Grêmio empataram fora; a Chapecoense empatou em casa e o Atlético perdeu no Paraguai.
Mas a maior decepção da semana sem dúvida fica por conta do Atlético Nacional, que conheceu a sua terceira derrota seguida na competição e com isso o atual campeão e um dos favoritos ao título pode ser eliminado já na próxima rodada, seguindo os exemplos de Internacional em 2007, LDU Quito-EQU em 2009 e San Lorenzo-ARG em 2015, detentores do título que sequer chegaram aos mata-matas.
Confira a seguir os resultados da semana, um pequeno histórico de cada jogo, a classificação e as partidas que movimentarão a próxima semana:


18/04 terça-feira
Sporting Cristal-PER 0x0 The Strongest-BOL
Chapecoense 1x1 Nacional-URU
Lanús-ARG 5x0 Zulia-VEN

19/04 quarta-feira
Estudiantes-ARG 1x0 Atlético Nacional-COL
Santa Fé-COL 0x0 Santos
Libertad-PAR 1x0 Atlético Mineiro
Zamora-VEN 1x4 Deportes Iquique-CHI

20/04 quinta-feira
Barcelona-EQU 1x1 Botafogo
Independiente Medellín-COL 2x0 Melgar-PER
Godoy Cruz-ARG 2x0 Sport Boys-PER
Guaraní-PAR 1x1 Grêmio


classificação após três rodadas

Grupo 1 Barcelona e Botafogo 7, Estudiantes 3 e Nacional 0
Grupo 2 Santos 5, Santa Fé e The Strongest 4, Sporting Cristal 2
Grupo 3 River Plate 6, Emelec, Independiente Medellín e Melgar 3
Grupo 4 Flamengo 6, Univ. Catolica 5, Atlético PR 4 e San Lorenzo 1
Grupo 5 Palmeiras 7, Wilstermann 6, Peñarol 3 e Atlético Tucumán 1
Grupo 6 Godoy Cruz 7, Atlético MG e Libertad 4, Sport Boys 1
Grupo 7 Lanús 6, Nacional e Chapecoense 4, Zulia 3
Grupo 8 Grêmio e Guaraní 7, Deportes Iquique 3 e Zamora 0


próximos jogos

25/04 terça-feira
San Lorenzo-ARG x Universidad Catolica-CHI
Atlético Tucumán-ARG x Jorge Wilstermann-BOL
Deportes Iquique-CHI x Zamora-VEN

26/04 quarta-feira
Melgar-PER x Independiente Medellín-COL
Atlético Paranaense x Flamengo
Peñarol-URU x Palmeiras
Atlético Mineiro x Libertad-PAR

27/04 quinta-feira
Emelec-EQU x River Plate-ARG
Sport Boys-BOL x Godoy Cruz-ARG
Nacional-URU x Chapecoense
Zulia-VEN x Lanús-ARG
Grêmio x Guaraní-PAR


  • Mesmo empatando o Sporting Cristal permanece invicto diante de times bolivianos atuando em casa, agora com sete vitórias e dois empates. Já o Strongest segue sem vencer jogando no Peru.
  • Ao voltar do Brasil com um empate na bagagem o Nacional chegou a incrível marca de sete jogos sem derrota como visitante (duas vitórias e cinco empates) enquanto que a Chapecoense continua sem vencer em casa nessa Libertadores.
  • Foi a segunda vitória em três jogos do Lanús em casa diante de times venezuelanos.
  • Com a vitória sobre o Atlético Nacional o Estudiantes agora soma oito triunfos em quinze partidas diante de times colombianos, e a primeira sobre o atual campeão da Libertadores, que ainda não venceu ao conquistar o título ano passado.
  • Ao empatar com o Sporting Cristal o Santos chegou a nove jogos de invencibilidade enfrentando times colombianos (seis vitórias e três empates). Não perde desde 2004 quando foi eliminado pelo Once Caldas nas quartas daquele ano. Essa foi também a única derrota de 2000 pra cá em quinze jogos.
  • Ao vencer o Atlético Mineiro o Libertad conquistou a quinta vitória em dezessete jogos sobre clubes do Brasil em Libertadores enquanto que o time mineiro completa três jogos seguidos sem vencer adversários do Paraguai.
  • Primeira vitória do Deportes Iquique como visitante em sua curta história de Libertadores (duas participações e onze jogos) e a segunda derrota em casa do Zamora para clubes chilenos.
  • Pela primeira vez o Botafogo não volta do Equador derrotado, já que havia perdido as outras duas vezes em que jogou por lá. E o Barcelona chega a seis jogos seguidos sem vencer times brasileiros.
  • Foi a segunda vitória do Independiente Medellín em dois jogos sobre times peruanos em casa e o Melgar chega a 12ª derrota em catorze jogos de Libertadores como visitante.
  • Enquanto o Godoy Cruz enfrentou times bolivianos pela primeira vez o Sport Boys também fez sua estréia em confrontos diante de argentinos.
  • Terceiro confronto entre Guarani e Grêmio e até agora tudo empatado: uma vitória por 2 a 1 pra cada lado e um empate, o de ontem.



terça-feira, 18 de abril de 2017

Como estão os campeonatos nacionais da segunda divisão da América do Sul

Há exatas duas semanas atrás postamos um pequeno resumo dos campeonatos nacionais da América do Sul, com exceção do Brasil que está previsto para iniciar no mês que vem. Pois bem, hoje é dia de falarmos da segunda divisão desses mesmos campeonatos nacionais, menos do Brasil e Peru que ainda não começaram. O brasileiro começará junto com o da primeira divisão enquanto que o peruano da segunda divisão já no próximo fim de semana:


Argentina – Primera B Nacional 2016-2017

Tem campeão da Libertadores na segundona argentina: é o Argentinos Jrs, rebaixado no ano passado e que lidera essa edição com 49 pontos, quatro a mais que o vice-líder Guillermo Brown e oito a mais que o terceiro Chacarita Jrs. São 23 times que se enfrentam em turno e returno onde campeão e vice conquistam o acesso, e o campeonato está na rodada de número 27 de um total de 44.


Bolívia – Copa Simon Bolívar 2016-2017

O campeonato está na segunda fase, onde nove times estão divididos em dois grupos: um com cinco e outro com quatro times. Ao final dessa fase os dois primeiros vão para as semifinais com os vencedores decidindo o título, onde o campeão garante o acesso.  Destroyers no Grupo A e Aurora no B lideram seus grupos e estão muito próximos das semifinais.


Chile – Primera B de Chile 2016-2017

E já temos campeão no Chile: é o Curicó Unido, que fez 57 pontos em 27 jogos e que perdeu apenas duas partidas até aqui. Com o título, o time da cidade de mesmo nome volta a primeira divisão após oito anos de sua única participação. Já o vice San Marcos de Arica – este com dez pontos a menos – aguarda o vencedor do Torneo de Transición, que será realizado no segundo semestre para disputar a segunda vaga. Bi-vice da Libertadores, o tradicionalíssimo Cobreloa continua na segundona chilena depois de 38 anos ininterruptos na elite. O time de Calama havia disputado a segunda divisão apenas no seu primeiro ano de vida em 1977.


Colômbia – Primera B 2017

Assim como na divisão principal, a competição é dividida em dois torneios curtos (Apertura e Finalización) com os oito melhores classificando-se aos mata-matas de cada torneio curto. Os campeões decidem o título com o vencedor garantindo o acesso e o vice enfrentará o melhor colocado na classificação geral que não tenha vencido nenhum torneio curto pela segunda vaga.
Após onze rodadas do Apertura (de um total de quinze) a liderança pertence ao Deportivo Pereira com 24 pontos, quatro a mais que Real Santander e Llaneros.


Equador – Série B 2017

As doze equipes se enfrentam em quatro turnos e ao final das 44 rodadas os dois primeiros colocados sobem para a Série A, a primeira divisão equatoriana. O campeonato está apenas na sua oitava rodada com o Olmedo deitando e rolando na liderança: 21 pontos, com sete vitórias em oito jogos disputados, sete a mais que o segundo colocado Gualaceo.  Dentre os equatorianos conhecidos estão o Aucas, o Técnico Universitário e a Liga de Loja, times que já estiveram em competições internacionais.


Paraguai – División Intermediária 2017

Com cinco rodadas disputadas de um total de trinta, a segunda divisão paraguaia tem a liderança do Deportivo Santaní com onze pontos, um a mais que o 3 de Febrero. São dezesseis times que se enfrentam em turno e returno com os dois primeiros colocados subindo para a primeira divisão do ano que vem.


Uruguai – Segunda División 2017

No último final de semana catorze equipes começaram a disputa da segunda divisão nacional. A fórmula é simples, todos contra todos e ao final de 26 rodadas os três primeiros garantindo o acesso. Dez desses catorze times são da capital Montevidéu, dentre eles alguns conhecidos no cenário sul-americano, como Rentistas, Progresso e Central Español.


Venezuela – Segunda División 2017


São 24 times divididos em três grupos regionais de oito times cada, com os mesmos se confrontando dentro dos grupos e em quatro turnos, num total de 28 partidas cada time. Ao final dessa fase os quatro melhores avançam, formando dois grupos de seis times. Após turno e returno o campeão de cada hexagonal sobem para a divisão principal, além de decidirem o título da segundona. Depois de nove rodadas a liderança do Grupo A pertence ao Lala FC (19 pontos); o Academia Puerto Cabello é líder do Grupo B (18) e no Grupo C o Atlético Guanare (22) é que está em primeiro.






sábado, 15 de abril de 2017

Maiores sequencias sem vitórias de brasileiros fora de casa em Libertadores

Camilo comemora seu gol: fim do jejum do Botafogo.

Na última quinta-feira o Botafogo conseguiu uma ótima vitória sobre o atual campeão Atlético Nacional em pelo estádio Atanasio Girardot, em Medellín. Além do feito, o que entrou para a história foi o fim de uma sequencia pra lá de incômoda: o de jejum de vitórias fora de casa do clube carioca.
A última vitória do Botafogo como visitante havia sido na edição de 1973 diante do Nacional em Montevidéu, curiosamente na centésima partida do time uruguaio em Libertadores. De lá pra cá foram doze jogos sem vitórias, sendo ainda mais dois jogos no mesmo ano, quatro em 1996, mais quatro em 2014 e as duas partidas válidas pelas fases preliminares dessa edição, nesse que foi o segundo maior jejum de vitórias fora de casa de um clube brasileiro em Libertadores.
A liderança pertence ao Vasco, que ficou incríveis quinze jogos sem vencer como visitante, que depois da vitória sobre o Deportivo Táchira-VEN por 1 a 0 em 1980 só voltaria a vencer na segundo jogo da final da Libertadores de 1998: 2 a 1 sobre o Barcelona no Equador, em partida que deu o título da competição ao time cruzmaltino.
Já o jejum atual pertence ao Palmeiras, que não vence desde 2009 quando bateu o Colo Colo no Chile por 1 a 0 na última rodada da fase de grupos daquela edição. De lá pra cá já são dez jogos em vencer fora de casa, completados após o empate por um gol diante dos argentinos do Atlético Tucumán.


os doze jogos sem vitória do Botafogo

1973 2x3 Cerro Porteño-PAR e 3x3 Colo Colo-CHI
1996 0x3 Corinthians, 1x2 Universidad Catolica-CHI, 1x2 Universidad de Chile-CHI e 0x2 Grêmio
2014 0x1 Deportivo Quito-EQU, 1x1 Unión Española-CHI, 1x2 Indepediente del Valle-EQU e 0x3 San Lorenzo-ARG
2017 1x1 Colo Colo-CHI e 0x1 Olímpia-PAR


os atuais jejuns de vitórias como visitante (mínimo de cinco jogos)

10 jogos – Palmeiras
última vitória – 2009 (1x0 Colo Colo-CHI – 1ª fase)

2009 0x1 Sport e 0x0 Nacional-URU
2013 0x2 Libertad-PAR, 0x1 Tigre-ARG, 0x1 Sporting Cristal-PER e 0x0 Tijuana-MEX
2016 2x2 River Plate-URU, 0x1 Nacional-URU e 3x3 Rosário Central-ARG
2017 1x1 Atlético Tuucumán-ARG


7 jogos – São Paulo
última vitória – 15/04/2015 (2x1 Danúbio-URU – 1ª fase)

2015 0x1 Cruzeiro (3x4 pênaltis)
2016 1x1 Univ. César Vallejo-PER, 1x1 River Plate-ARG, 1x1 Trujillanos-VEN, 1x1 The Strongest-BOL, 1x3 Toluca-MEX e 1x2 Atlético Nacional-COL


5 jogos – Santos
última vitória – 15/03/2012 (3x1 Juan Aurich-PER – 1ª fase)

2012 1x1 Internacional, 1x2 Bolívar-BOL, 0x1 Velez Sarsfield-ARG e 1x1 Corinthians
2017 1x1 Sporting Cristal-PER


5 jogos – Atlético Mineiro
última vitória – 17/02/2016 (2x1 Melgar-PER – 1ª fase)

2016 0x0 Colo Colo-CHI, 2x3 Independiente del Valle-EQU, 0x0 Racing-ARG e 0x1 São Paulo
2017 1x1 Godoy Cruz-ARG


maiores jejuns dos brasileiros (mínimo de sete jogos)

15 jogos – Vasco
20/04/1980 (1x2 Internacional) a 22/07/1998 (1x1 River Plate-ARG)

12 jogos – Botafogo
26/04/1973 (2x3 Cerro Porteño-PAR) a 22/02/2017 (0x1 Olímpia-PAR)

11 jogos – São Paulo
20/05/1992 (1x1 Criciúma) a 24/08/1994 (0x1 Velez Sarsfield-ARG)

10 jogos – Palmeiras (jejum atual)
12/05/2009 (0x1 Sport Recife) a 08/03/2017 (1x1 Atlético Tucumán-ARG)

9 jogos – Internacional
06/04/2011 (0x1 Jaguares-MEX) a 18/05/2015 (1x1 Emelec-EQU)

8 jogos – São Paulo
28/07/2010 (0x1 Internacional) a 01/04/2015 (0x1 San Lorenzo-ARG)

8 jogos – Grêmio
27/05/2009 (1x1 Caracas-VEN) a 23/01/2013 (0x1 LDU Quito-EQU)

8 jogos – São Paulo (jejum atual)
13/05/2015 (0x1 Cruzeiro) a 13/07/2016 (1x2 Atlético Nacional-COL)

7 jogos – Corinthians
09/04/1977 (1x2 El Nacional-EQU) a 17/04/1991 (1x3 Boca Jrs-ARG)

7 jogos – Grêmio
27/07/1984 (0x0 Independiente-ARG) a 14/03/1995 (2x2 Emelec-EQU)

7 jogos – Palmeiras
12/05/1999 (0x2 Coritnhians) a 04/05/2000 (0x2 Peñarol-URU)

7 jogos – Atlético Mineiro
07/08/1981 (2x2 Flamengo) a 23/05/2000 (1x2 Corinthians)